Julho Amarelo quer prevenção contra as hepatites virais

Julho Amarelo quer prevenção contra as hepatites virais


Publicado em: 11/07/2018 09:31

Whatsapp

 

 

O próximo dia 28 de julho foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2010, como o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais. Desde então, o Ministério da Saúde, por meio do seu Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Vigilância em Saúde, vem cumprindo uma série de metas e ações integradas de prevenção e controle para o enfrentamento das hepatites virais no Brasil.

Em Irati, a Secretaria de Saúde cumprirá toda a programação do Julho Amarelo. “O teste rápido está disponível, como de rotina, na maioria das Unidades de Saúde de Irati. Porém até o final do mês haverá uma intensificação da oferta do teste para a população, com brindes para quem realizar o exame”, explica a enfermeira Jéssica Cristina Mattos, coordenadora do setor DST.

No dia 27 deste mês, a Secretaria Municipal de Saúde através do Centro de Testagem e Aconselhamento, estará realizando um dia “D” com distribuição de materiais educativos, folders, preservativos incluindo a oferta do teste no Auditório da 4ª Regional de Saúde, ao lado do Banco do Brasil.

As Hepatites Virais são doenças graves que atacam o fígado. Muitas pessoas só percebem que têm hepatite após muitos anos de infecção, quando sofrem com as formas mais graves da doença, como cirrose ou câncer de fígado.

Locais onde é possível realizar o teste rápido em Irati

Confira quais os locais onde é possível realizar o teste rápido na cidade e interior de Irati.

CTA - Centro de Testagem e Aconselhamento, Rua Getúlio Vargas, 377, Bairro Fósforo. Fone: 3907 3155.

ESF Vila São João, Rua Domingos da Luz, s/n. Fone: 3907 3026.

ESF Ademar Vieira de Araújo, Rua Benjamin Constant, s/n. Fone: 3907 3122.

UBS Lagoa, Rua Estefano Gil, s/n. Fone: 3907 3106.

UBS Engenheiro Gutierrez, Rua Miguel Gadens, s/n. Fone: 3907 3086.

ESF Guamirim, Rua XV de novembro, s/n. Fone 3434 1118.

Hepatite A

Transmitida por água ou alimentos contaminados, mãos mal lavadas e objetos contaminados. Para evitar a doença, lave bem as mãos, use somente água filtrada ou fervida, lave bem os alimentos que são consumidos crus e não utilize água de rios poluídos para irrigação de hortaliças ou banhar-se.

Hepatite B

Uma das maiores causas de câncer de fígado estima-se que 400 milhões de pessoas no mundo já são portadoras do vírus da hepatite B. É transmitida durante o sexo sem camisinha, da mãe para o bebê durante o parto, pelo compartilhamento de seringas, agulhas, durante a colocação de piercing e procedimentos de tatuagens, na manicure, pedicure ou barbearia, em procedimentos médicos, odontológicos e acupuntura feitos com materiais não esterilizados

Hepatite C

Apresenta um crescimento cinco vezes maior que a AIDS. São mais de 200 milhões de pessoas infectadas no mundo.

Semelhante a hepatite B, é transmitida durante o sexo sem camisinha, da mãe para o bebe durante o parto, pelo compartilhamento de seringas e agulhas, durante a colocação de piercing e procedimentos de tatuagem, na manicure, pedicure ou barbearia, em procedimentos médicos, odontológicos e de acupuntura feitos com materiais não esterilizados.

Prevenção

Existem várias medidas que podem evitar a transmissão das hepatites virais B e C:

Usar preservativo em todas as relações sexuais, exigir materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e de piercings, não compartilhar instrumentos de manicure e pedicure (alicate de unha/cutícula, lixas, espátulas, esmaltes), não usar lâminas de barbear ou de depilar de outras pessoas, não compartilhar agulhas, seringas e equipamentos para drogas inaladas e pipadas como canudos e cachimbos.

Vacinação

A vacina contra a hepatite B é recomendada para pessoas em qualquer idade, é um direito seu e é a melhor forma de evitar a doença. Essa vacina faz parte do calendário de vacinação da criança, do adolescente e do adulto, está disponível em todas as salas de vacina do Sistema Único de Saúde (SUS)

A vacina para hepatite A está disponível no SUS, sendo oferecida no Calendário Nacional de Vacinação para crianças a partir de 15 meses a 5 anos de idade incompletos.

Desde 2003 já foram notificados 75 casos de hepatites virais em Irati, sendo maior o número de casos de hepatite C (31 casos) como demonstra a literatura.

Tratamento

Tanto para hepatite B quando para a C existe tratamento disponível pelo SUS. Quanto antes diagnosticar, maiores são as chances de curar e evitar complicações graves como o câncer de fígado.

Diagnóstico

O diagnóstico é rápido e fácil, todas as pessoas que passaram por alguma situação de risco para contrair as hepatites virais B e C (relação sexual sem preservativo, compartilhamento de agulhar, seringas, etc.), mas principalmente as pessoas acima de 40 anos, devem procurar a Unidade de Saúde mais próxima a sua casa e solicitar o Teste Rápido.

É um exame simples, que com algumas gotas de sangue da ponta do dedo é possível saber em 30 minutos se a pessoa está infectada ou não. E todo esse procedimento ocorre de forma sigilosa. Somente você e o profissional de saúde saberão o resultado do teste.


Desenvolvido por: