Irati ganha condomínio do idoso em investimento de R$ 5 milhões

Irati ganha condomínio do idoso em investimento de R$ 5 milhões


Publicado em: 15/07/2018 12:37

Whatsapp

 

Representando a governadora Cida Borghetti, o presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, veio a Irati e, durante o sábado de rodeio (14), anunciou a liberação de mais um benefício para o município junto ao Governo do Estado. Junto ao diretor de Programas e Projetos do órgão, Orlando Agulham Júnior, o prefeito Jorge Derbli foi comunicado que, na véspera dos 111 anos de Irati, a cidade ganhou o condomínio do idoso, com 40 unidades habitacionais e toda a infraestrutura complementar.

A iniciativa faz parte do programa Morar Bem Terceira Idade, que será realizado pela Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar). O projeto prevê a construção de condomínios exclusivos para idosos, com espaço de convivência, atenção à saúde e área para lazer.

O condomínio representa investimento estadual da ordem de R$ 5 milhões e o município oferece como contrapartida inicial a área para instalação do conjunto.

Características do empreendimento

O Programa Morar Bem Paraná, em sua modalidade de atendimento à Terceira Idade, tem por objetivo atender o público idoso no Estado do Paraná com empreendimentos habitacionais diferenciados, onde os beneficiários poderão de forma definitiva ou temporária, desfrutar de um local digno, salubre, dotado de itens compatíveis às suas necessidades e anseios, visando propiciar aos idosos uma vida mais alegre, saudável e menos solitária, por meio da prática coletiva de atividades físicas, culturais e de lazer.

Os condomínios da terceira idade são núcleos habitacionais fechados horizontais, compostos por residências adaptadas, compostas por um dormitório, sala, banheiro, cozinha, e varanda, infraestrutura de lazer completa, com praça de convivência, biblioteca, sala de informática, academia ao ar livre, horta comunitária, salão de festas e atividades, pista de caminhada e quiosques próprios para a prática de jogos de tabuleiro e carteado.

A moradia e os espaços comuns são adaptados às necessidades físicas dos residentes, o que implica em itens de acessibilidade, tais como portas mais largas, barras de apoio, áreas com fácil acesso para quem tem dificuldades de locomoção, ventilação cruzada e adequação dos pisos, ambulatório para atendimentos médicos básicos aos residentes, guarita com dormitório e sala de administração, sistemas de geração de energia solar, captação de águas das chuvas e implantação de poço artesiano, quando verificada a viabilidade.

O primeiro residencial deste tipo foi anunciado em Jaguariaíva. Em seguida veio Ponta Grossa, e agora Irati.

O prefeito Jorge Derbli, afirmou que o terreno para o novo residencial já está sendo pesquisado. “Esse é um grande presente do Governo do Estado para Irati, e vai ajudar em muito a pessoa idosa que ainda não tem a sua casa própria”, afirmou.

Pelo programa, a Cohapar constrói o condomínio, e a prefeitura atende os idosos com serviços ambulatoriais, áreas de lazer e ações na área social. Os moradores pagam um aluguel social entre R$ 50 e R$ 150 por mês.

“Este é um exemplo do trabalho da Cohapar, que presta um grande serviço ao Estado na área de habitação popular, com projetos urbanos e de moradias rurais, atendendo as pessoas que mais precisam”, disse o presidente da empresa, Nelson Cordeiro Justus, reforçando a importância da parceria com os municípios.


Desenvolvido por: