Português Inglês Alemão Árabe Chinês Coreano Espanhol Francës Holandês Italiano Japonês Russo

Você esta em Início > Notícias > Derbli recebe Presidente do TRE para apresentação do projeto biometria
Derbli recebe Presidente do TRE para apresentação do projeto biometria
Publicado em: 15/05/2017 10:12
Derbli recebe Presidente do TRE para apresentação do projeto biometria

O prefeito Jorge Derbli recebeu no dia de ontem (10) a visita do presidente do TRE do Paraná, Adalberto Jorge Xisto Pereira, e de sua equipe, que vieram apresentar a etapa local do programa Biometria Paraná.

A 34ª Zona Eleitoral que, além de Irati, abrange ainda o município de Inácio Martins, terá a sua etapa de revisão biométrica dos eleitores no período de 19 de junho a 15 de dezembro deste ano. Para explanar os detalhes do projeto de biometria, que já aconteceu em municípios maiores, acompanharam o presidente do TRE também a coordenadora de planejamento estratégico, Solange Maria Vieira e o responsável pelo setor de comunicação social, Marden Machado.

O prefeito assegurou que a administração tomará todas as providências para que o processo transcorra dentro do esperado, colocando à disposição todos os setores da prefeitura para levar as informações necessárias ao público alvo, bem como oferecer estrutura logística ao trabalho.

Segundo o presidente do TRE a implantação do sistema biométrico no pleito eleitoral acelera o processo de conferência dos dados do eleitor, propiciando a eliminação das filas nas sessões eleitorais.

Também participaram da reunião o juiz Fernando Eugênio de Paula Martins Santos Lima, o prefeito de Inácio Martins, Junior Benato, e o presidente da Câmara de Irati, Hélio de Mello.

Meta de 450 eleitores por dia

Para absorver a totalidade dos 52.852 eleitores - 44.641 de Irati e 8.211 de Inácio Martins – no período de seis meses da fase local de cadastramento, será necessário estabelecer uma meta de 450 atendimentos por dia, segundo Pereira. A fim de que o número seja atingido deverá ser feita uma ampla campanha de esclarecimento e divulgação.

A chefe do Cartório Eleitoral de Irati, Daisy Cler Filla de Oliveira, comenta que atualmente, são efetuados entre 40 e 50 atendimentos. Mas assim que o trabalho for concentrado no período da 34ª zona, o contingente terá que necessariamente aumentar, a fim de cobrir a demanda no prazo estabelecido.

Entre 19 de junho e 15 de dezembro, o atendimento no Fórum Eleitoral será de segunda a sexta, das 9h às 18h, sem intervalo para almoço. Ainda será definido se haverá cadastro no sábado e domingo do último final de semana da etapa local do programa.

Para dar condições de suprir este atendimento será necessária a implantação de estrutura especial para atender e acomodar o eleitor, inclusive com a colaboração de servidores municipais, ou em torno de 40 estagiários que poderão ser contratados especificamente para esta finalidade.

Haverá ainda a possibilidade de agendamento prévio para a coleta biométrica, que será divulgado oportunamente.

Coleta biométrica dos eleitores é obrigatória

A coleta biométrica dos eleitores é um processo obrigatório. O eleitor que não procurar o Cartório Eleitoral até o prazo de 15 de dezembro deste ano, sofrerá sérias e diversas restrições como cidadão.

Em primeiro lugar, seu título de eleitor será cancelado e, sem ele, não terá o direito de votar nas eleições de 2018. Mas também ficará impossibilitado de tirar ou renovar passaporte, obter emissão de documentos pessoais, pleitear financiamento habitacional, posse em cargo público, entre outras circunstâncias.

No Paraná, atualmente 54% dos eleitores já foram revisados

Com o objetivo de garantir um sistema de votação verdadeiramente democrático e seguro, várias tecnologias têm sido desenvolvidas pela Justiça Eleitoral, merecendo destaque o desenvolvimento das urnas com leitor biométrico, que possibilitam ao eleitor registrar seu voto por meio de identificação biométrica, ou seja, através de sua impressão digital.

No dia da votação, após a prévia apresentação dos documentos, a identidade do eleitor será confirmada por meio da sua impressão digital. Se o mesário tiver dúvidas com relação ao eleitor, ou se a sua digital não for reconhecida, ele terá à sua disposição a folha de votação com as fotos de todos os eleitores daquela seção, a qual poderá recorrer para a confirmação da identidade.

Hoje, 54% dos eleitores paranaenses já foram revisados através do sistema biométrico. A meta inicial do Projeto Biometria 2017/2018 é chegar à marca de 85% do eleitorado até março de 2018.

 

Texto e foto: Assessoria de Comunicação 

Leia Também

Desenvolvido por: