Irati receberá obras de mais 357 casas populares

Irati receberá obras de mais 357 casas populares


Publicado em: 03/08/2018 12:03

Whatsapp

 

Famílias de Irati que não possuem casa própria terão a chance de realizar este sonho nos próximos meses. Estão previstas a construção de 317 moradias para a população em geral e outras 40 unidades destinadas exclusivamente para pessoas idosas do município. Os projetos superam R$ 30 milhões em investimentos para a cidade.

O anúncio dos projetos foi feito nesta quinta-feira (02) por representantes da Cohapar e da Prefeitura. Para o prefeito de Irati, Jorge Derbli, os projetos vão permitir a melhoria da qualidade de vida da população. "Pessoas que antes pagavam aluguel vão poder usar esse dinheiro para investir em um patrimônio da família e, com isso, melhorar de vida ao longo do tempo", argumenta.

Derbli comentou que “estas importantes conquistas na área habitacional para Irati são mérito de ‘um braço’ que o Município tem em Curitiba”. O prefeito refere-se ao presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, e ao Diretor de Programas e Projetos da empresa, o iratiense Orlando Agulham Júnior. “Temos mais de 2.300 famílias inscritas para projetos de habitação popular e o Governo do Estado tem ajudado muito para atender esta necessidade da nossa população”, destacou Derbli.

Instalação de água, esgoto e eletricidade será subsidiada

O maior empreendimento é financiado com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e atenderá moradores com renda familiar de até R$ 7 mil mensais. Entre os benefícios, estão subsídios da União e possibilidade de uso do saldo do FGTS para abatimento do valor financiado e redução dos valores das prestações mensais a serem pagas pelas famílias.

Outro fator que facilitará a aquisição das unidades é a instalação subsidiada das redes de energia de água, esgoto e eletricidade em uma parceria da Copel e Sanepar, conforme convênio estabelecido pela construtora durante o evento.

As obras serão executadas pela construtora BOUW, habilitada via processo de chamamento público da Cohapar. O presidente Justus explica que além da articulação para o estabelecimento de parcerias, a equipe técnica da companhia será responsável pela comercialização das unidades habitacionais.

"Além de oferecer benefícios que reduzem os custos financiamento e tornam as moradias mais acessíveis à população, o uso da estrutura da Cohapar dá mais transparência e credibilidade ao processo de cadastro e seleção dos futuros proprietários deste conjunto", afirma Justus. "Portanto, fica o convite para que as famílias façam a sua inscrição, conheçam os detalhes do projeto e participem do processo seletivo", conclui.

Como participar

As famílias interessadas em adquirir uma das 317 unidades do conjunto devem realizar a inscrição no site www.cohapar.pr.gov.br/cadastro .

Dessa maneira, elas estarão pré-habilitadas no processo seletivo e serão avisadas sobre a necessidade da apresentação de documentos ou participação em reuniões técnicas sobre o empreendimento. Em caso de dúvidas ou dificuldades, elas também podem entrar em contato pelo telefone 0800 645 0055.

Condomínio da Terceira Idade

O projeto consiste no investimento de R$ 5 milhões para a construção de 40 imóveis destinados ao atendimento de idosos com estruturas complementares de atendimento nas áreas sociais, de saúde, convivência e lazer.

Ao contrário do modelo tradicional, as unidades são cedidas por tempo indeterminado aos ocupantes, que contam com acompanhamento contínuo de técnicos municipais.

Orlando Agulham Junior, que atua na área de projetos da Cohapar, detalha que as residências são planejadas especificamente para este público acima de 65 anos. “É um condomínio fechado com casas adaptadas, num espaço que contará com atendimento em saúde, centro de convivência, pistas de caminhada, horta comunitária elevada e ‘chimarródromo’, entre outros itens”, destaca.

Agulham manifestou “satisfação imensa em ver a materialização dos sonhos da casa própria na cidade, e que o Condomínio do Idoso, o 5º neste modelo implantado no Paraná, deverá estar licitado até o final do mês”.


Desenvolvido por: