Português Inglês Alemão Árabe Chinês Coreano Espanhol Francës Holandês Italiano Japonês Russo

Você esta em Início > Notícias > Irati garante área para sede própria da ALACS
Irati garante área para sede própria da ALACS
Publicado em: 04/01/2018 15:50
Irati garante área para sede própria da ALACS

2017 encerrou com excelente notícia para a cultura iratiense. Com aval do Legislativo, a Academia de Letras, Artes e Ciências do Centro-Sul do Paraná (ALACS), já tem garantida área para construção de sua sede própria.

O processo de solicitação do terreno foi iniciado ainda na administração municipal anterior, e acabou recebendo empenho pessoal do prefeito Jorge Derbli para agilização do processo. Finalmente, na sessão da Câmara do dia 19 de dezembro, foi aprovado por unanimidade pelos vereadores o Projeto de Lei 153/2017, que autoriza o Executivo a contratar concessão de direito real de uso de uma área, pertencente ao Município, no Loteamento Pabis. Trata-se do lote 16, nas proximidades da Unidade Irati do Hospital Erasto Gaertner, com área de 471 m².

Projeto pronto

O projeto do edifício da ALACS já está pronto, explica o atual presidente da academia, Herculano Batista Neto. “Agora, precisamos buscar parceiros que nos apoiem nesta proposta da sede própria e viabilizem recursos para sua construção”, argumenta.

De autoria do engenheiro civil e atual secretário de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo, Dagoberto Waydzik, e do arquiteto Adcley Portela, o projeto prevê uma edificação de dois pavimentos com área total de 402,75 m².

No térreo constam sala de aula, sala de música e artes, administração, copa, acervo e biblioteca, sanitários, plataforma elevatória, hall e escada. No pavimento superior está previsto um auditório de 150 m², com capacidade aproximada para 120, além de sanitários e sala de apoio.

Cultura regional

O atual presidente Herculano, e Luiza Nelma Fillus, que já presidiu a ALACS, e também uma impulsionadora das artes e cultura em Irati falam que “a sede própria significa ter um espaço democrático, aberto às manifestações culturais”. Para eles, a possibilidade deste espaço representa ter opções para apresentações de cantos, teatros, exposições, palestras, seminários.

“Enfim, atividades eminentemente culturais, pois tendo sede própria é possível gerenciar esse leque de atividades que a ALACS considera prioritárias para a cultura municipal e regional”, argumenta Herculano.

Processo

Segundo o presidente, a ideia de ter uma sede própria, já há anos é sonho.  “Na gestão do prefeito Odilon, duas reuniões foram feitas, fazendo a solicitação de terreno, auxiliados que fomos pelo engenheiro Dagoberto Waydzik. Na gestão do prefeito Jorge Derbli, outras duas. Os dois nos auxiliaram neste processo e, agora, vislumbramos que o sonho pode seguir adiante”, explica.

Herculano e Luiza lembram que a ALACS foi concebida a partir de uma proposta de interiorização das Academias de Letras. “Esteve conosco o acadêmico da Academia de Letras do Paraná, Francisco Filipaki, que solicitou reuniões, onde enfatizou a necessidade de que cada município se debruçasse sobre sua realidade cultural, reconhecesse seus artistas, quer escritores, poetas, atores, atrizes, quer cientistas, artesãos, músicos, pintores, artistas plásticos, enfim inventariasse as manifestações culturais de cada município. Francisco sugeriu que a ALACS fosse concebida em caráter regional, tomando a AMCESPAR como referência e aí fosse formada com acadêmicos representativos dos municípios envolvidos”.

De acordo com Neto, essa proposta está sendo vivenciada desde a concepção da ALACS, em novembro de 2002, encontrando receptividade em alguns municípios e com ciência de que é um processo a longo prazo. “O importante é termos a instituição legalizada, com credibilidade, e como ponto de encontro com todos os munícipes que demonstram talentos e artes”.

A ALACS e seus acadêmicos não tem qualquer remuneração. O trabalho é executado sem fins lucrativos, de forma gratuita.

Comprometimento com nossas raízes

“Louvamos e agradecemos ao executivo e legislativo, que acataram a solicitação da ALACS, viabilizando o espaço para que ali se erga uma obra especificamente destinada às letras e às artes. Para que nossa população possa se servir de uma entidade séria e comprometida com nossas raízes, como também com todo o cabedal artístico de nossa região”, destaca Herculano. “A ALACS quer conhecer e valorizar seu povo que demonstra e tem o enfoque para a cultura, e os poderes executivo e legislativos veem a entidade como um órgão agregador destes ideais”, complementa.

“Para a captação de recursos para a edificação, cremos que deverá haver uma comissão e muitas reuniões para que as estratégias sejam viabilizadas, visto que necessitamos de parceiros que nos apoiem nessa proposta”, diz o presidente.

Atividades permanentes

Com uma futura sede própria, a ALACS terá condições de oferecer e ampliar atividades que já acontecem, como concursos literários, concurso de fotografias e vídeos, homenagem a cidadãos que se destacam nas áreas de letras, artes, ciências e cidadania.

“Também temos como objetivo seguir o estatuto que prevê atividades permanentes, quer por meio de cursos e palestras, encontros, seminários, bem como colocar o espaço para que seja utilizado em prol da cultura”. O local poderá ainda receber acadêmicos dos diversos munícipios do Paraná para trocas de experiências.

“A ALACS prima pelos valores regionais, prima pela busca de valorizar seu povo, dar voz aos artistas eruditos e populares, que marcam a nossa história, e pelos nossos patronos, que só nos deixaram obras e exemplos a serem seguidos e continuados”, finaliza o presidente.

Leia Também

Desenvolvido por: